Animais extintos: 10 monstros assustadores [História real]

DEC 02, 2020 AT 07:03 AM

842

Arthropleura – centopeia que pode te olhar nos olhos

Arthropleura – centopeia que pode te olhar nos olhos

pinterest

Este animal era tão alto, que poderia te olhar nos olhos!

Arthropleura é uma centopéia gigante que pode crescer até 2,5 metros. Os cientistas nunca viram um invertebrado terrestre maior.

O monstro pode crescer até o tamanho dos rastros de um tanque, graças à falta de inimigos na natureza e grande quantidade de oxigênio no ar. Os restos de Arthropleura são encontrados na Europa Ocidental e Oriental – a centopeia foi extinta no começo do período Permiano. Apesar de sua aparência assustadora, o animal comia apenas plantas.

 

Euriptéridos - Escorpiões do mar

Euriptéridos - Escorpiões do mar

wikipedia

Imagine: você está nadando no mar, investigando a flora e a fauna e vê uma criatura de 2 metros de comprimento saindo de uma planta aquática. Ela parece um híbrido de escorpião, lagostim e de pulgas! A criatura mastiga lentamente um pedaço de carne semidecomposta. Esses animais são conhecidos como Euriptéridos e habitaram a Terra durante o Paleozoico – 248-510 milhões de anos atrás. No início, eles viviam nos mares e rios, mas também são conhecidos por habitar áreas terrestres. Um Euriptérido pode ter de 20 centímetros a até 2,5 metros. Eles comiam carniça e, para nossa sorte, foram extintos durante a extinção do Permiano.

 

Amonitas – você não coleciona as conchas, elas podem te colecionar!

Amonitas – você não coleciona as conchas, elas podem te colecionar

pinterest

Se os amonitas ainda estivessem por aí, você não colheria belas conchas no mar. Mas as conchas podiam colher você! As conchas desses cefalópodes chegavam a dois metros de diâmetro e as próprias amonitas eram predominantemente predatórias. As amonitas provavelmente se pareciam com os náutilos modernos, mas eram muito mais assustadoras. Esta concha agressiva com enormes tentáculos predadores podia comer tudo menor do que ela. Eles foram extintos há cerca de 66 milhões de anos, ao mesmo tempo que os dinossauros.

 

Saurophthirus – Pulga gigante

Saurophthirus – Pulga gigante

wikipedia

As picadas de pulgas podem ser muito desagradáveis, mas a própria pulga é muito difícil de ver, mesmo se você tiver uma visão perfeita. Afinal, elas só têm alguns milímetros de altura. Você consegue imaginar uma pulga com 2,5 centímetros de comprimento? Milhões de anos atrás, os animais eram, em geral, muito maiores, incluindo pulgas! Os saurophthirus pareciam aranhas d’água: eles tinham corpo estreito e pés longos e finos com garras afiadas. Eles costumavam sugar o sangue dos pterossauros e viajavam pelo mundo com esses animais. Os restos dessas pulgas são encontrados na China, mas temos certeza de que se espalharam pelo mundo como qualquer praga.

 

Gigantopithecus - É o pé grande?

Gigantopithecus - É o pé grande?

reddit

Só pelo nome podemos ter uma ideia do que era esse animal. Um macaco gigante, próximo do orangotango, viveu nas florestas tropicais de bambu na China, Índia e Vietnã durante o Pleistoceno.

Gigantopithecus podia ter 3 metros de altura e pesar 550 kg! Eles eram muito fortes, o que os ajudava a se proteger de predadores.

Os Gigantopithecus foram extintos há 300.000 anos. Os cientistas afirmam que nossos primeiros ancestrais os caçaram. As mudanças climáticas também afetaram seus habitats. É claro, ainda existem grupos de pessoas que acreditam que Gigantopithecus sobreviveu e agora é avistado às vezes como o Pé Grande no Himalaia.

 

Helicoprion – Uma serra em espiral

Helicoprion – Uma serra em espiral

eartharchives

Esses gigantes marinhos com mandíbula espiralada conseguiram ficar três vezes maiores ao longo de 3 milhões de anos de evolução. O mundo nunca viu nenhum tipo de mandíbula semelhante, que podia literalmente serrar o corpo da presa. Helicoprions nasciam com três dentes. Ao longo da vida, estes dentes nunca caiam, mas se transformavam em uma espiral especial na idade adulta. A mandíbula de um Helicoprion adulto pode ter 150 dentes.

 

Dunkleosteus – Quer pescar um peixe de 4 toneladas?

Dunkleosteus – Quer pescar um peixe de 4 toneladas

montgomerycollege

Este peixe foi um gourmet pobr – podia comer peixes, tubarões, e outros animais de sua própria espécie. Dunkleosteus foi o maior marisco pré-histórico. A cabeça e o peito eram cobertos por uma placa blindada. Em vez de dentes, a criatura tinha dois pares de placas de osso afiadas que formavam uma espécie de bico. O maior Dunkleosteus já encontrado tinha 10 metros de comprimento e pesava 10 toneladas. E isso faz dele um peixe que você nunca iria querer pescar por acidente.

 

Platybelodon – O elefante pré-histórico mais esquisito

Platybelodon – O elefante pré-histórico mais esquisito

pinterest

Esse cara tinha uma mandíbula muito grande! Platybelodon é uma das espécies mais estranhas de elefantes pré-históricos. Eles viviam perto de rios e passavam dias inteiros cavando em uma linha ao longo da costa e comendo toneladas de plantas aquáticas.

Além disso, suas presas achatadas permitiam raspar cascas de árvores e mandá-las para a boca enorme.

Esses mamíferos estranhos caminharam pelos territórios da África, Eurásia e América do Norte há 4-15 milhões de anos. Ou seja, nossos primeiros ancestrais conhecerem esses animais ainda vivos!

 

Entelodonte – Javali assustador

Entelodonte – Javali assustador

pinterest

O entelodonte era um predador ideal. Podia correr em alta velocidade graças às suas pernas longas e fortes. O pescoço grande protegia os javalis dos ataques de outros predadores e as mandíbulas poderosas eram boas de morder pedaços grandes de carne. Entelodontes rastreavam a presa e atacavam rapidamente. A boca do javali podia se abrir muito e a força da mandíbula era maior do que a dos crocodilos modernos. Nunca na sua vida você ia querer topar com esses animais – então, estamos felizes por eles estarem extintos.

 

Titanófono – Assassino gigante

Titanófono – Assassino gigante

wikipedia

¿Puedes imaginar que los pantanos pudieran ser aun el hogar de un reptil depredador de 6 metros?

Dá pra imaginar que os pântanos ainda podem ser o lar de répteis predadores de 6 metros? Esses animais agressivos mataram vertebrados muito antes de seus sucessores, os crocodilos, pegarem esse hábito. Titanófos foram extintos por causa das mudanças climáticas: eles nunca iam imaginar que, depois de milhões de anos, suas casas se tornariam grandes cidades. Esses animais tinham tem uma longa cauda, pernas curtas, mas fortes e pés largos. Eles tinham 9 pares de presas grandes que os ajudavam a rasgar a presa.