Lugares populares antes e depois do COVID-19: quando todo mundo está em casa

MAR 29, 2020 AT 02:30 PM

87390

O mundo está bastante caótico agora com a pandemia do COVID-19 se espalhando. Mas ele não trouxe apenas loucura – vistas naturais e pontos históricos também passaram por uma mudança dramática.

Dê uma olhada nessas fotos de lugares que são normalmente cheios de turistas, mas que agora estão vazios em sua beleza natural. Se você já se perguntou como são esses locais históricos famosos sem as multidões de gente, é só ver aqui!

 

A Trinita' dei Monti em Roma, Itália

ADVERTISEMENT
A Trinita' dei Monti em Roma, Itália

Imagem por Dennis Jarvis/Flicker

A Trinita' dei Monti em Roma, COVID-19

Imagem por Maria Laura Antonelli/AGF/Shutterstock (10586919o)

De acordo com o TripAdvisor, das 2,000 coisas que você pode fazer em Roma, visitar Trinita' dei Monti está entre as top 200 – ou seja, é um dos lugares mais populares de se visitar e tirar selfies a longo de seus 138 degraus!

Todos sabemos que Coronavirus afetou mais a Itália do que qualquer outro país até então, e suas restrições de quarentena estão se tornando mais estritas por consequência.

Essa é uma oportunidade única na vida para fotógrafos documentarem a área e as escadas em toda sua beleza e glória original, sem pessoas.

 

A Fonte Trevi em Roma, Itália

A Fonte Trevi em Roma, Itália

Imagens por Goodluz/Depositphotos (35300215)

COVID-19, A Fonte Trevi em Roma

Imagem por Antonio Masiello/Getty Images(1207162453)

Fazer um pedido e jogar moedas na fonte é uma tradição praticada por muitas pessoas no mundo todo. Estima-se que por volta de 1,200 pessoas visitam a Fonte Trevi a cada hora! Uma loucura, certo?

Agora a fonte mística parece mais linda que nunca, e pode aproveitar água calma e limpa, sem uma massa de pessoas jogando seus trocados a cada poucos segundos.

 

Gran Via in Madrid, Espanha

Gran Via in Madrid

Imagem por Nicolas Vigier/Flicker

COVID-19, Gran Via in Madrid

Imagem por Pablo Cuadra/Getty Images (1213049868)

De acordo com o TripAdvisor, das 14,000 a se fazer em Madrid, visitar a rua Gran Via está entre as top 10!

O que uma vez foi uma rua cheia de vida urbana local e turismo agora é uma cidade fantasma, bela e silenciosa.

 

Chinatown em Londres, Inglaterra

Chinatown em Londres

Imagem por Kostas Fines/Flicker

Chinatown em Londres durante uma pandemia

Beretta/Sims/Shutterstock (10588110b)

Desde os anos 50, esta área é conhecida por ter a melhor comida da cidade, convidando locais e turistas a visitar esta área vibrante. Desde culinária Cantonesa até Malasiana, e delicias tradicionais asiáticas, milhares de pessoas enchiam esses restaurantes antes das restrições de quarentena começarem.

Por enquanto, os residentes da vizinhança são os único que podem aproveitar a paz, quietude e beleza da Chinatown de Londres.

 

Circo Piccadilly em Londres, Inglaterra

Circo Piccadilly em Londres

Imagem por John K Thorne/Flicker

Circo Piccadilly em Londres durante uma pandemia

Imagem por Beretta/Sims/Shutterstock (10588110f)

O Circo Piccadilly é uma das praças mais populares para as pessoas se encontrarem e partirem para uma tarde ou noite divertida na cidade.

Borbulhando de milhares de pessoas nas ruas até as altas horas da madruga, o popular Circo Piccadilly foi completamente esvaziado. Com menos locais se movimento e viajando, e menos pessoas explorando, o barulho e confusão de carros, ônibus de turismo e transporte público também foi significantemente reduzido.

 

O Metrô de Londres

O Metrô de Londres

Imagem por elminium/Flicker

Metrô vazio de Londres

Imagem por RMV/Shutterstock (10587803y)

Já que o número de passageiros do metrô diminuiu graças as regulações e restrições da pandemia, a quantidade de energia usada também foi reduzida. Para ter uma ideia melhor, são 300 estacoes, e o site Oficial do Governo de Londres estima que 2 milhões de pessoas passam pelo metro em um dia típico! Isso sim foi uma vitória pro planeta Terra.

 

Praça Rockefeller em Nova York

Praça Rockefeller em Nova York

Imagem por David Jones/Flicker

Praça Rockefeller em Nova York, COVID-19

Kristin Callahan/ACE Pictures/Shutterstock (10587774a)

Não tem como negar que a Grande Maçã está sob regulações estritas esses dias, e esta foto da Praça Rockefeller pode provar. Milhões de pessoas vivem em Manhattan, mas, por enquanto, as ruas estão muito menos caóticas do que costumamos ver na TV e em filmes.

O Centro Rockefeller é conhecido por operar 24 horas, mas eles fecharam completamente para manter os cidadões seguros contra o vírus.

Fifth Avenue em Manhattan, Nova York

Fifth Avenue em Manhattan, Nova York

Imagem por Maria Eklind/Fliker

COVID-19, Fifth Avenue em Manhattan, Nova York

Erik Pendzich/Shutterstock (10587724n)

Como fica uma das cidades mais urbanas do globo quando é transformada em uma belíssima cidade fantasma?

Com a pausa no funcionamento da cidade de Nova York, com certeza os residentes estão felizes de ter algumas semanas de calma e quietude, para se recuperar nesses tempos de estresse.

 

The Strip em Las Vegas, Nevada

The Strip em Las Vegas

Imagem por Sean MacEntee/Flicker

The Strip em Las Vegas, COVID-19

Imagem por Ethan Miller/Getty Images (1213620849)

A Universidade de Las Vegas estimou que 47 milhões de pessoas passaram apenas pelo aeroporto em 2016 – isso sim é uma multidão!

E agora? Você pode ver pela foto que nem uma única alma está aproveitando a Cidade do Pecado. Uma foto dessas não vai ser tirada de novo nas próximas décadas, com um pouco de sorte.

 

A Torre Eiffel em Paris, França

A Torre Eiffel em Paris

Imagem por Alessandro Traini/Flicker

Torre Eiffel em Paris durante uma pandemia

Imagem por Aurelien Meunier/Getty Images (1212995160)

Milhões e milhões de pessoas visitam a legendária Torre Eiffel em Paris por ano, mas nessas últimas semanas, podemos dizer com segurança que o clima está muito mais íntimo nesse local romântico – até segunda ordem.

Definitivamente o tráfego nas ruas mudou, e tornou essa praça um lugar muito mais privado.

 

Grand Place em Bruxelas, Bélgica

Grand Place em Bruxelas

Imagem por Roman Boed/Flicker

Grand Place em Bruxelas durante uma pandemia

Imagem porIsopix/Shutterstock (10587565t)

O “Grote Markt” também conhecido “Grand Place” ou “Grande Praça” é um marco importante em Bruxelas, Bélgica faz séculos.

Mas a praça que um dia esteve cheia de turistas visitando as lindas flores, fantástica arquitetura, e quase 100 museus diferentes, tirou umas férias por enquanto.

No geral, sem as estruturas extras no lado de fora dos prédios, a paisagem ficou parecido com os tempos antigos. Muito histórico!

 

O Coliseu em Roma, Itália

O Coliseu em Roma, Itália

Imagem por Chris Wee/Flicker

O Coliseu em Roma, Itália, durante uma pandemia

Imagem por Maria Laura Antonelli/AGF/Shutterstock (10586919a)

Algumas pessoas já foram pegas tirando pedaços do Coliseu e trazendo pra casa como suvenir. Mas agora que está fechado até segunda ordem, a majestosa arena pode descansar de todo esse esforço e dos milhares de turistas visitando, tentando pegar um pedaço pra si mesmos.

 

The Supermarket nos EUA

The Supermarket nos EUA

Imagem por Depositphotos (4757732)

O supermercado nos EUA durante uma pandemia

Imagem por Geert van Erven/Pix4Profs/Getty Images(1207535163)

É surpreendente que existam supermercados nessa lista, mas de um modo fascinante, este é um dos lugares mais cruciais e mais frequentados em geral.

Nós sentimos o stress de ir ao supermercado conforme passamos de isolar os pacientes diagnosticados com COVID19, a colocar viajantes aéreos em quarentena, a cidades inteiras sendo fechadas e quarentenas auto impostas no mundo todo. Os resultados desse pânico podem ser vistos na foto.

 

Praça Tiananmen em Beijing, China

Praça Tiananmen em Beijing

Imagem por Shutterstock (10433686r)

Praça Tiananmen em Beijing, COVID-19

Imagem por Lintao Zhang/Getty Images (1207338600)

Em janeiro de 2020, “A Cidade Proibida” em Beijing, China, fechou seus portões a literalmente milhões de pessoas, até segunda ordem, para garantir sua segurança no começo da pandemia. Isso mesmo, de acordo com o The Wallstreet Journal, por volta de 19 milhões de pessoas visitaram o marco majestoso em 2019, mais de um milhão de visitas por mês.